Mudança

“Não sei se vou voltar a ser o que tu queres..e o que eu quero”

Uma abordagem que pode levantar alguns problemas. Na realidade, independentemente da situação, se alguém quisesse ser o que toda a gente quer, não conseguia ser nada para ninguém.
Como cada pessoa tem uma ideia própria sobre o que cada um devia ser, se alguém tentasse ser essa pessoa, rebentava, em  muitos pedacinhos diferentes.

Isto de querer que o outro seja melhor não vai lá mudando alguém, mas gostando de alguém.

O que muda os outros não são as nossas estratégias, os nossos argumentos ou as nossas palavras…é o nosso amor.
Por isso não se trata de mudar. Trata-se de amar.
E amar, muitas vezes, passa pelo silêncio com presença. No olhar com olhos de ver. No movimento constante de compreensão de uma determinada situação.

Fica apenas esta reflexão.

 

www.nuncatepercasdeti.com